Passeio em Betim: Parque Vale Verde – Na pracinha Mar11

Tags

Related Posts

Share This

Passeio em Betim: Parque Vale Verde – Na pracinha

O pessoal do Na Pracinha fez um post sobre esse parque em Betim. O parque é cheio de animais e atrações bacanas. Definitivamente vale uma visita!

Localizado em Betim, o parque ecológico Vale Verde proporciona um passeio agradável para toda a família, ideal para passar o dia. Gostamos de chegar cedinho e só sair de lá quando o parque fecha! Trilha ecológica, passeio de charrete, pedalinho, esportes radicais, zoológico e viveiro de aves são algumas das diversões que encontramos por lá.
A variedade de pássaros encanta a garotada

 

Grou Coroado, essa linda ave, interage com a gente de um modo curioso. Ele gosta de vir correndo em nossa direção com as asas bem abertas fazendo isso repetidas vezes, para a alegria da garotada. Pra gente, o Grou Coroado estava dizendo “boa diversão, pessoal!”  🙂

Lago com carpas

 

Os avestruzes despertaram a curiosidade da meninada

 

Araras, canários, maritacas, papagaios, tucanos atraem a atenção das crianças. Há ainda o Berçário de Aves, projeto muito legal do Instituto para preservar as espécies.

 

 

No Viveiro interativo de Lóris, os pássaros voam até nós docilmente, pousam nos braços, mãos e até em  nossa cabeça! O Viveiro interativo de Lóris é um atrativo muito curioso. Antes de entrar,os visitantes recebem um copinho contendo uma gelatina especial, com sabor que lembra o néctar das flores, para oferecer aos pássaros. Depois, é só andar calmamente – com cuidado para não pisar neles – e ter uma interação direta com esses lindo pássaros sociáveis e carinhosos.

 

O Ian e o Brunão se divertiram alimentando os Lóris com a gelatina especial

 

Come, passarinho 🙂
Olha onde foi parar esse aí!

 

Os Lóris são os pássaros mais sociáveis e carinhosos do Vale Verde
Um clássico dos parques ecológicos, o passeio de Pedalinho dura 10 minutos. Parece pouco, mas é o suficiente para dar uma boa volta na lagoa do Parque, alimentando os patos, cisnes, flamingos e os cardumes de peixes com uma ração especial.Depois disso, a perna da gente já começar a doer de tanto pedalar e a gente quer mais é voltar mesmo.

Importante: o colete salva-vidas é obrigatório para passear!

Com uma ração especial, os cisnes, patos e cardumes de peixes são alimentados

 

Pedala aí, pessoal!

 

O Papo Animal é um momento muito divertido do Vale Verde, que acontece sempre no meio da tarde, quando aprendemos um pouco mais sobre os bichinhos que são cuidados por eles, como serpentes, jabutis, iguanas, pássaros… Mesmo as crianças menores conseguem participar um pouco da dinâmica. E no final, é possível interagir com os animais. Confere os papais da pequena Alice curtindo no registro!

As crianças adoraram saber tudo sobre as serpentes e outros animais do parque

 

 

E depois é possível fazer um registro com o bichinho… Ui!

 

Bicho-pau

 

O Insetarium conta com terrários vivos, aprendemos mais sobre os bichos-pau (olha a Renata novamente se aventurando), e é possível “degustar”larvas e baratas desidratadas, tudo com o incentivo de monitores (e para o nervosismo das mães neuróticas). Ciça, Sara e Alice adoram a “castanha”!

O Espaço Aventura, com atrativos radicais e ecoturismo também faze sucesso. A preferência da turma é a Tirolesa. O Bosque do Mestre atrai os meninos enquanto a Vila dos Gnomos fez sucesso com as meninas, que adoraram brincar de casinha.

Brincar com segurança, sempre!

 

Tá na hora do papá na casinha dos Gnomos

 

O Parque normalmente conta também com oficina
de pintura facial – ou pintura na mão 🙂

 

Até cama elástica, gente!

 

Waterball

 

Outra atração de tirar o fôlego é o Waterball. A brincadeira é assim: uma grande esfera de plástico cheia de ar recebe uma pessoa de cada vez que é jogada no grande lago do Parque. A garotada tenta se equilibrar e até caminhar por meio dela sobre a água – algo muito difícil de se fazer! Diversão garantida, a atividade é oferecida para maiores de três anos.

 

Bungee Trampolim é mais uma atividade super legal. Uma cama elástica que multiplica a altura do pulo das crianças. E sendo ao ar livre, temos a impressão que a garotada vai encostar na copa das árvores!

 

Um atrativo inaugurado recentemente pelo Parque muito apreciado também pelos papais: o Arco e Flecha. Para crianças a partir de seis anos, a atividade exige concentração e dedicação dos visitantes.

Preparando para encarar o Waterball

 

Lá vai a Jojô!

 

Quem consegue ficar em pé?

 

O Antônio foi muito alto no Bungee Trampolim!

 

E os papais também curtiram o Arco e Flecha – o mais novo atrativo do Vale Verde
Um esporte que está virando febre no mundo todo, o Slackline testa o nosso equilíbrio: é preciso andar sobre uma fita de nylon flexível, geralmente amarrada entre troncos de árvores. Quem já observou essa prática pelas praças das cidades? No Vale Verde, o bacana é que há um monitor disponível orientando as técnicas de prática. Adultos e crianças se divertiram muito 🙂
Os pais têm que se equilibrar com alguns obstáculos a mais 🙂
Até o Brunão caminhou sobre a fita do Slackline com a ajuda do papa

O Parque tem atrações para todas as idades. Uma das coisas que mais gostamos durante o passeio é sentar à sombra no gramado ao lado do parquinho infantil e curtir a paisagem _ logo depois do almoço =). Rola pega-pega, esconde-esconde e soneca, afinal, Na pracinha a gente adora brincar ao ar livre, né?

Espaço para correr é o que não falta =)
Hora de programar a próxima visita – afinal, é ou não é um ótimo passeio para fazer com a família?

O que não pode faltar no passeio?
:: Protetor solar, chapéu e sapato confortável
:: Roupas leves e muita água – se possível, leve garrafinhas geladas de casa

:: Antes de programar a visita, conferir tudo o que é oferecido,  selecionar as atividades que você mais gosta e chegar cedo (o funcionamento é de 9h às 17h30).
:: Adquirir os tickets de todos os atrativos ao chegar no Parque para não ter que ficar voltando toda hora no guichê. O Parque oferece “combos” com três e cinco atrativos que saem mais em conta.

:: Ter o mapa em mãos para que o trajeto seja percorrido sem perder tempo com idas e vindas. O mapa é oferecido na entrada do parque, mas você também pode ver abaixo. E depois é só curtir muito o passeio!